Persa

Persa

O gato persa atual descendente de gatos de Annkara, na Turquia e da Pérsia, atuala Irã.

De Temperamento calmo, corpo robusto, pelagem longa, focinho achatado e cauda curta. Pode ser facilmente reconhecido entre as demais raças.

É  a raça preferida no mundo todo e a mais geneticamente alterada pelo homem.

A primeira aparição do Persa foi em uma exposição na Inglaterra, em 1871. De lá pra cá, muita coisa mudou.
O Excessivo e progressivo achatamento do focinho começou uma ocasionar problemas de saúde e em 1993, preocupados com isso, como associações de criadores em todo mundo passaram um Evitar uma produção de Persas com uma cara achatada demais.

Os Graves problemas de saúde Devido ao focinho excessivamente achatado eram:

- Prejuízo à respiração pelo estreitamento exagerado das narinas; rinite alérgica;
- Irritação e infecção ocular por causa de ductos lacrimais estreitos ou sem orifício;
- Diminuição do tamanho do crânio e conseqüente subdesenvolvimento do cérebro, causando danos neurológicos, como problemas locomotores.
Dos - Deslocamento, maxilares causando abertura permanente da boca.
Por essa razão, Persas com cara excessivamente achatada não são mais aceitos. Essa orientação é seguida também no Brasil.
Para saber se um Persa Possui achatamento Excessivo de rosto, Verificar se a ponta do nariz fica mais alta que uma Extremidade inferior dos olhos.


A raça da Qualidade Brasil não vem aumentando a cada ano.
Os olhos do Persa Devem ser redondos, grandes e sem sinais de estrabismo.


Existe um grande número de cores e desenhos de pelagem para os Persas. No início, só haviam cores sólidas. Atualmente já são
reconhecidas mais de 100, Criadas por mutações espontâneas e cruzamentos dentro da própria raça ou fora dela. Isso faz do Persa o gato com maior Variedade de cores entre todas as raças.

Por ser um gato de pelos longos é muito importante que se faça escovação da pelagem, isso influi não só na beleza, mas também na saúde. A escovação impede que o felino engula pelos em excesso e DEVE ser feita com pente de aço e escova de cerdas naturais. Na época da muda, quatro, normalmente duas por ano, uma escovando o ideal é vez ao dia e nos demais meses vezes por semana.
Além da formação da "bola de pêlos" no estomago, uma ingestão excessiva de pelos também provoca gastrite crônica e obstrução do intestino, úlcera perfurada e até câncer.
Além dos produtos à base de óleo mineral, dados pelo veterinário, ter em casa ervas comestíveis plantadas, facilita a Eliminação dos pêlos Através das fezes. Os gatos as procura espontaneamente.

Para embelezar o pelo pode-se dar banho. Os Persas que Participam de Exposições Tomam o com freqüência. Há xampus importados especiais para determinadas cores de pêlo (branco, preto, etc.)
Os banhos Ajudam também um Combater sarnas, fungos e alergias, se dados Próprios com shampoos, recomendados pelo veterinário. Depois do banho, é preciso Verificar se o gato está bem seco, inclusive nas axilas, barriga e orelhas - pontos mais suscetíveis fungos e um dermatites.

Como Pelagens dos Persas de cor creme, azul e preta ficam queimadas se muito expostas ao sol. Para PRESERVÁ-las, o ideal é que não tomem mais de uma hora de sol, restrito ao período da manhã.

Os Persas com a cara muito achatada são propensos à secreção lacrimal intensa, que mancha muito os pêlos ao redor dos olhos, especialmente os mais claros. Para removedor de manchas, recomenda-se passar diariamente sem um local pedaço de algodão embebido em água morna filtrada, fervida e depois um produto importado próprio para isso.

Outro problema comum na raça são problemas de parto, Devido ao tamanho da cabeça do filhote. Os filhotes costumam ter problemas para passar pelo canal do parto Devido a cabeça muito larga. Sendo assim o parto DEVE ser acompanhado de um veterinário.

 

 

Fonte: http://www.becodosgatos.com.br/persa.htm