Como saber se seu gato está doente

03/12/2009 17:23

Examine seu animal

 

Existem 06 (seis) dicas para saber se seu gato está doente são elas:

 

1º Cabeça

Inicie examinando os olhos do gato: devem estar claros, sem inchaço ou secreção purulenta (amarelada); abaixe a palpebra inferior, a parte interna (conjuntiva) pode indicar anemia. Observe manchas brancas ou embaçamento na parte escura dos olhos.

Passe para as orelhas: examine a parte interna e externa, observe se há falhas ou crostas que podem indicar ácaros ou sarna, o ouvido do animal sadio não tem secreção ou odor. Se notar cheio fétido no ouvido do seu animal, bem como secreção amarelada ou amarronzada ao limpar com um chumaço de algodão, leve-o ao veterinário para que ele diadnostique uma possível otite.

Examine a boca: levante o lábio superior do gato e observe se apresenta a língua arroxeada ou azulada após exercita-se. Observe se todos os dentes estão firmes. Dentes moles ou quebradiços podem causar dor ao animal. A presença de tártaro, placas duras e amareladas nos dentes, conferem um hálito desagradável. Se for o caso poderá ser feito uma limpeza dentário no veterinário. Podem aparecer verrugas em abundância na boca dos animais, assim como placas brancas no interior da boca. Nesse caso é melhor consultar o veterinário.

Verifique o focinho: normalmente ele está úmido e frio. Não deve haver secreção, a menos que o dia esteja muito quente, quando o animal pode transpirar pelo focinho. Focinho seco e quente nem sempre indica febre. Se isso ocorrer, observe-o e aguarde outros sinais como perda de apetite. No caso de febre, além do focinho, as patas e orelhas ficam muito quentes. Os focinhos brancos (despigmentados) exige de um filtro solar.

 

2º Pelagem

Examine bem a pelagem do gato com atenção; - queda uniforme de pêlos, sem apresentar falhas, pode tratar-se de muda anual; - observe a presença de parasitas como pulgas, bernes. Gatos de pêlos longos podem ter piolhos devido a falta de uma boa higiene e escovação. - falhas na pelagem, crostas ou ferimentos devem ser analisados pelo veterinário; - a presença de nódulos ou verrugas grandes/ou numerosas também merecem a atenção de veterinário.

 

3º Corpo

O exame de órgãos internos não é possível ao leigo. Se houver problemas em qualquer órgão sempre haverá uma manifestação externa como: vômitos, diarréias, excesso ou falta de urina, ingestão exagerada de água, tosse, cansaço, dor ao se movimentar ou tentar pular, engasgo após exercícios ou excitação, etc. Se notar alguns desses sinais, que perdurem por mais de 2 dias, leve a seu gato ao veterinário.

- Observe se o gato está acima do peso. Esse é um parâmetro muito subjetivo, pois aquilo que pode ser obesidade para o veterinário, pode não ser para o dono do animal. Se as costelas do gato estiverem aparecendo, é fácil deduzir que ele esteja abaixo do peso. Por outro lado, se o animal perde a cintura desconfie que ele esteja gordo. - Barriga inchada nem sempre é sinal de muita comida, o gato poderá está com vermes. - Na região do ventre (parte inferior da barriga), note se há algum volume na cicatriz do umbigo. Pois gatos também podem ter hérnia, principalmente os filhotes.

No caso da fêmea, principalmente, é preciso examinar as mamas em busca de nódulos, inchaços e secreções. As gatas podem ter tumores, benignos ou não. Nas fêmeas castradas antes de primeiro cio, ou até 1 ano de idade, a chance desses tumores é muito pequena. A castração é um método de prevenção.

 

4º Patas

Flexione e estenda os membros do seu gato suavemente:

-Se ele sentir qualquer dor, que persista a um segundo exame, leve-o ao veterinário. Gatos geralmente detestam que mexam em suas patas. Tente diferenciar a dor do medo.

- Olhe entre os dedos das patas e procure por parasitas ou ferimentos;

- Faça o mesmo na parte de baixo, entre as almofadinhas das patas;

 

5º Genitais

Tanto no macho como na fêmea, observe se se há presença de secreções nos genitais. Se for abundante procure o veterinário sem demora, principalmente, se você tiver fêmea acima de 7 anos. No macho, verifique os testículos, ele deve está livre de irritações ou feridas. E os dois testículos devem apresentar o mesmo tamanho.

 

6º Cauda

Curto ou longo, não se esqueça do rabinho do gato. É em sua base que as pulgas gostam de se aglomerar causando desconforto e feridas pela coceira. Gatos de cauda muito longa e pesada podem ter ferimentos na ponta. Chegando na cauda, o exame do seu animal estará completo.

 

ATENÇÃO!  Esses são apenas exames preventivos para saber se seu gato está doente, mas não substituem o exame médico veterinário. Se por acaso aparecer qualquer problemas leve seu gato imediatamente ao veterinário.